Mario Souto Maior


Retirado de Destino Pernambuco

Mario Souto Maior

Um dos maiores folcloristas do país, Souto Maior nasceu em Bom Jardim, interior de Pernambuco, em 1920. Veio para o Recife estudar no colégio Marista, em 1929. Ainda estudante, ele fundou o jornal Geração e colaborou nos suplementos do Jornal do Commercio e Diário de Pernambuco.

Formou-se em Ciências Sociais na Faculdade de Direito de Alagoas. Devido a uma pancada no olho, voltou para sua cidade natal, onde foi nomeado secretário na prefeitura. Posteriormente, assumiu o cargo de promotor público de Surubim (PE); logo depois, exerceu a mesma função em João Alfredo, cidade do interior pernambucano.

Souto Maior também chegou a ser prefeito de Orobó (PE) . Trabalhou por 36 anos na Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), no Recife.

Mário Souto Maior foi advogado, historiador, escritor e folclorista. Contribuiu bastante para a difusão da nossa cultura. Ganhou vários prêmios, entre eles o Joaquim Nabuco, da Academia Pernambucana de Letras. Participou do I Congresso Sul Americano de Folclore, patrocinado pela a UNESCO, como convidado de honra, representando o Brasil.

Souto Maior escreveu mais de 70 livros e crônicas. Antologia Pernambucana de Folclore, Dicionário Folclórico da Cachaça, Como Nasce um Cabra da Peste,Meus Poemas Diferentes e O Dia da Mentira são algumas obras dele.

Souto Maior morreu em 2001, aos 81 anos de idade, por problemas pulmonares e parada cardiorrespiratória.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s