Embaixada no Rio vai divulgar Pernambuco


Retirado de InterCidadania

Embaixada no Rio vai divulgar Pernambuco
Orçado em R$ 615 mil, Embaixada de Pernambuco, a ser realizado de 19 a 31 de agosto em Santa Teresa, tem por objetivo servir de plataforma para artistas e produtores do Estado

Da Redação

JC Imagem
Diversidade: O rabequeiro Siba vai trazer oficina de musicalidade. Filme “Baile perfumado” será exibido. Ariano Suassuna dará aula-espetáculo
De 19 a 31 de agosto, o Solar Real, casarão no bairro de Santa Tereza, no Rio de Janeiro, será invadido pelo projeto Embaixada Pernambuco. A programação engloba shows de música, performances, mostra de cinema, oficinas, seminários, exposições, desfile de moda e biblioteca multimídia.

Embora seja aberto ao público, é voltado para produtores culturais, com o objetivo de projetar os artistas pernambucanos no cenário nacional. “O festival não visa o público final e sim os profissionais que possam usar a cultura pernambucana como ferramenta de trabalho – os curadores e produtores de festivais e de eventos, de filmes e trilha sonoras, o mercado publicitário. Nossa intenção é mostrar a riqueza e a diversidade das linguagens de Pernambuco, num momento em que há uma saturação da cultura e ícones de outros Estados, possibilitando a abertura de um mercado nacional para a produção pernambucana”, disse João Falcão, ex-secretário de Cultura de Olinda e um dos integrantes do coletivo O Estúdio, que produz o evento.

Durante 12 dias, os shows começam a partir das 18h e, nos fins de semana, a partir das 10h. Na abertura da terça-feira 19, a ciranda de Lia de Itamaracá inaugura o palco, seguida das bandas Wii e Eddie, além do DJ Residente Bruno Pedrosa, que faz a discotecagem com convidados. Durante os mais de 10 dias de programação, atrações diversificadas como Siba e a Fuloresta do Samba, Academia da Berlinda, Zé Cafofinho, Mestre Salustiano e Guardaloop se apresentam em três ou quatro dias diferentes.

A Mostra Audiovisual será dividida em quatro etapas. Na primeira, nove longa-metragens da chamada retomada do cinema pernambucano serão exibidos. Entre eles, Baile perfumado, de Lírio Ferreira e Paulo Caldas, Amarelo manga, de Cláudio Assis, e Cinema, aspirinas e urubus, de Marcelo Gomes. Na abertura, no dia 19, será lançado o curta Isabel, de Liz Donovan.

Na segunda parte, a mostra apresenta curtas-metragens vencedores do Concurso de Roteiros Ary Severo/ Firmo Neto, como Até o sol raiá, de Fernando Jorge e Leandro Amorim, e Lugar comum, de Leo Falcão. Na terceira etapa, haverá somente curtas contemplados com o Funcultura, como Fuloresta do samba, de Marcelo Pinheiro, e Simião Martiniano, o camelô do cinema, dirigido por Clara Angélica e Hilton Lacerda. Para encerrar a mostra, uma seleção de curtas premiados em festivais nacionais e internacionais, como Eisenstein, de Leonardo Lacca, Raul Luna e Tião, e O mundo é uma cabeça, de Bidu Queiroz e Cláudio Barroso.

A programação de performances contará com uma aula-espetáculo de Ariano Suassuna, além de apresentações de As pecadoras quase todos os dias. Siba irá oferecer uma oficina de musicalidade, e Paulinho do Amparo & Rafo uma de street art. A passarela trará desfiles de moda da Bendito Fruto, no dia 24, e da Período Fértil, no dia 31. Já a Biblioteca será um espaço multimídia com livros sobre a arte e a cultura pernambucana.

Anúncios

4 comentários em “Embaixada no Rio vai divulgar Pernambuco

  1. Fui ontem a noite no evento da Embaixada Pernanbuco, tudo muito bacana e coisa e tal… mas fui surpreendida com a falta de sinalização para chegar ao local, que a propósito é muito agradável. A falta de clareza nos horários das apresentações atrapalhou bastante, já que o evento divulga o horário ínicial, mas impõe limite para a entrada do público, sem antes informá-lo, além de não divulgar a previsão do ínicio de cada atração.
    E para variar o bom e velho tradicional cigarrinho, em local fechado – o que é proibido por lei federal – desfilando impunimente pelo salão!
    É isso.

    Ah, com eu sou jovem!!

    Elisa

  2. Distinta:
    agradeço muitíssimo a visita. Estive lá hoje e realmente: há uns pontos falhos no evento que não convém elencá-los aqui. Pior que o cigarro é ‘aquele outro’ que ‘passarinho não fuma’, se me entende. E isso no show de Siba sendo assistido pela sra. Lia de Itamaracá! Se soubessem o peso que ela tem pra cultura… Deus do céu!

    Mas vamos torcer pra que tudo se ajeite.

  3. Nossa! Realmente, Siba é demais. O show dele queria ter assistido com mais calma (eu tava preocupado em conseguir o autógrafo do Suassuna – consegui!). Devo ir na próxima oportunidade. Domingo a boa é Lia de Itamaracá – até pela importância dela.

    Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s